Na Primeira Pessoa: Alopecia Areata, queda de cabelo

Na minha adolência, para além da altura, tinha uma barba robusta, rija e muito desenvolvida, que sempre achei que era algo positivo, visto que toda a gente confundia a minha idade, afirmando que parecia mais velho.

Na minha adolescência, para além da altura que tinha, tinha uma barba robusta, rija e muito desenvolvida, que por consequência me fazia parecer mais velho e sempre achei que era algo super positivo.

À medida que vamos crescendo, crescemos com medos associados ao passado, com estigmas e traumas, que acabam por abalar a nossa saúde mental e que são capazes de deitar por terra os pensamentos e as perspetivas que temos para o futuro, através das boas decisões que deveríamos ter tomado e não tomamos. Porque nem sempre tomamos decisões, que realmente contribuem para o nosso bem estar psíquico. Hoje em dia cada vez mais são analisadas as doenças de foro psicológico.

Sou de uma aldeia no norte de Portugal, mudei-me para Lisboa atrás de um sonho, a dança.
No final do curso fiz alguns projetos na área, mas tive a necessidade de procurar noutras áreas para poder garantir a minha subsistência financeira.
Comecei a trabalhar em restauração, que é uma área onde trabalhamos sob constante stress. Aliando este stress, à dificuldade de desligar do trabalho no fim do turno, à vida agitada da cidade, à má alimentação, a noites mal dormidas, culminou em alopecia areata, a queda do couro cabeludo, tanto no cabelo como na barba.

Em 2017, comecei com uma pequena queda do couro cabeludo, iniciou-se na cabeça, posteriormente se alastrou à barba ficando cada vez maior, às vezes voltava num lado e desaparecia do outro.

Era algo que me deixava bastante desconfortável, para mim era algo muito importante ter a barba que tinha e como me sentia com ela desde os meus 15 anos.

Procurei soluções! Fui a um dermatologista, na consulta deu-me uma injecção e receitou-me uma data de medicamentos e cremes, tive de lá voltar e voltou a receitar a mesma coisa que eu já tinha visto que não tinha tido quaisquer resultados. Decidi parar esse tratamento e pedir uma segunda opinião, este receitou-me algo que foi realizado na hora numa farmácia. Eu não sabia bem o que estava a usar e acabei por ficar com a cara em ferida e sem melhorias. Estava a remediar com algo que ainda causava mais desconforto.

Aqui entendi que tinha de ser ainda mais consciente das escolhas que fazia e se realmente era vantajoso para mim continuar a procurar desta maneira. Há que pesar o valor daquilo que consumimos e o impacto a curto e longo prazo.

Nesta altura de procura foi-me apresentado o vitamina-te e algo que poderia ajudar-me a fazer crescer novamente a barba.

Foi aí que conheci o Tónico Para o Couro Cabeludo SATINIQUE, que:

  • Ajuda a promover um cabelo mais espesso, mais grosso.
  • Ajuda a reduzir a perda de cabelo devido a quebra.
  • Aumenta a hidratação do couro cabeludo.
  • Ajuda a energizar o couro cabeludo com massagem.
  • Promove a nutrição e a saúde do couro cabeludo.

Comecei por aplicar uma pequena quantidade directamente no couro cabeludo e a massajar diariamente duas vezes ao dia.

Para mim resultou apenas o uso do tónico.

No entanto, de forma a prevenir no futuro um ressurgimento da queda do couro cabeludo, recomendaram-me também o uso da suplementação, neste caso mais específico a Biotina C que:

  • Contribui para um cabelo e pele saudáveis.
  • É importante para a formação normal do colagénio para um normal funcionamento da pele.
  • Contribui para a protecção das células do stress oxidativo.
  • Sem aromatizantes, corantes ou conservantes adicionados.

Fez me sentido mudar o Shampoo, passei a usar um Shampoo Anti-queda da SATINIQUE:

  • Ajudar a esfoliar o couro cabeludo que permite que outros tratamentos para o couro cabeludo absorvam mais eficazmente;
  • Ajuda a reduzir a perda do cabelo devido à quebra e deixa o cabelo com aspecto mais espesso e mais grosso;
  • Evita a queda de aproximadamente 1800 fios de cabelo por mês;
  • Estimula o couro cabelo através da microcirculação;

O Shampoo Anti-queda Santinique uso no cabelo, sinto que tem fortalecido imenso, porque o meu cabelo desde criança sempre foi fino como palha!

Depois disso, tenho vindo a aprender a ser mais consciente com o que consumo, pois os químicos irão sempre ter impacto negativo na nossa saúde, a curto ou longo prazo iremos sentir as consequências.

A prevenção está ao nosso alcance, basta procurarmos melhores soluções.

Deixo aqui uma pequena reflexão, o nosso bem estar deve estar acima de tudo, não esperar até que o problema se instale na nossa vida, na nossa pele, no nosso psíquico, procurar uma opinião fora. Por vezes o medo de pedir ajuda aos outros, para aprendermos a lidar connosco ou até para prevenirmos certas situações, está muito enraizado, mas existem muitas mais vantagens em vermos informação diferente.

Apesar de ter conseguido vencer da primeira vez, agora à pouco tempo voltei a ter o mesmo problema, novamente por causa do stress. No entanto como afirmei anteriormente é necessário a prevenção, senão de outra forma poderemos voltar a sofrer os mesmos sintomas.

Sigo a resolver com o Vitamina-te, pois têm sempre acompanhado ao longo do processo com sucesso e com saúde.

Por: João Abreu.

Deixa um comentário